E quando o amor não chega?

E quando as nossas forças parecem perdidas na nossa mente e não nos lembramos de mais nada a não ser gritarmos? 

E quando achamos que estamos a fazer tudo mal e que tudo está mal? 

E quando a frustração se agarra a nós e não conseguimos gargalhar?

É quando nos deitamos que pensamos que achávamos que era fácil criar, educar, amar… que tontos éramos antes de sermos pais. 

Comentários

Bárbara
Author

Comments are closed.