O Sebastião apanhou uma gastroentrite viral e tivemos que recorrer à urgência do hospital. Foi super bem atendido como sempre. Foi-lhe feito um exame completo e todos os procedimentos necessários. Fez o tratamento e teve alta. Neste momento está em recuperação. Não tenho nada, absolutamente nada a dizer do modo como foi e é tratado sempre que tem que recorrer a uma urgência sem ser com a pediatra dele. Hoje quero falar de preconceito. Hoje quero falar do modo como as pessoas olham para as mães com excesso de peso. 

Está claro que uma mãe com excesso de peso apenas alimenta o seu filho com batatas fritas e refrigerantes. Todos sabemos isso, não é?

Por isso, é normal que quando uma criança está com gastroentrite uma médica tenha que a aconselhar em relação à alimentação não vá ela sair do hospital e dar à criança donuts de chocolate. Temos que também reforçar que a criança não deve comer diariamente essas coisas porque com toda a certeza esta mãe gorda não sabe disso e é completamente indiferente que este miúdo até seja um magricela pois de certeza que deve comer montes de coisas que lhe fazem mal mas ainda não se nota.

Não somos nada ditadores com a alimentação, aliás, já falei disso mesmo no blog da nutricionista Sandra Almeida e aqui também.

Acho que somos pais perfeitamente normais nesse aspecto, a diferença é no tipo de mãe.

Quando uma mãe com o peso normal dá um chocolate a um filho é isto que ouve: Fazes bem! É tão bom um miminho de vez em quando, até nós gostamos. Mas, quando a mãe é gorda… ui… o mundo vem abaixo. 

Não fazem ideia da quantidade de críticas meio veladas que tenho ouvido ao longo destes 3 anos. Isso não vai deixar de acontecer pois eu não vou deixar de ser gorda. É um verdadeiro estudo sociológico ver a diferença da reacção das pessoas. Quando o magricela do meu marido dá batatas fritas ao miúdo é risinhos e reforçado com um ‘é tão bom’; quando sou eu é interessante ver o ar de desilusão das pessoas e logo imediatamente um: ‘as batatas fritas fazem mal’.

O mais importante para mim é que o miúdo seja saudável mas tendo uma mãe gorda é de assumir que não deve ser.

Não sei se outras mães com excesso de peso passam pelo mesmo mas imagino que sim. Costumam ouvir este tipo de críticas? E as magricelas, também são criticadas?

Comentários

Sandra
Author

Comments are closed.