Category

Bárbara

Category

Tens de lhe cortar o cabelo! 

“Agora com o verão transpira muito!” 

“Tens que lhe dar um jeitinho ao cabelo.”

“Está muito grande!”

“Quando é que lhe cortas o cabelo?”

“Parece uma menina!”

Se a minha filha tiver o cabelo comprido também me vão mandar cortar o cabelo no verão? Yah, right! 

Quando falamos em igualdade esquecemos muitas vezes que esta também é uma luta precisa! Os rapazes também podem, as meninas também podem! 

Sim é um rapaz, com lindos caracóis loiros, e não me apetece cortar-lhe o cabelo! E ele também não está nada incomodado!

Todos os bebés gostam de andar de carro! 

Todos!!! Menos os meus!!!

Conheço pessoas que vão dar voltinhas de carro só para os miúdos adormecerem, conheço pessoas que dizem: “ai agora entra no carro e fica já a dormir!”

E depois existem os meus filhos!

Os meus filhos berram desalmadamente quando vão no carro!!

O mais velho, lembro-me, ia de Gaia a Braga a gritar. Tínhamos uma viagem de 50 minutos muito tranquila!!! Só que não!!!

A miúda não vai os 50 minutos a gritar mas caso não adormeça também é um ai Jesus!!!

Quando eu e o pai decidimos que precisávamos de um carro para cada um, eu até suava só de me imaginar sozinha com o bebé no carro, aos berros! Para sair de casa pensava vinte vezes!

Agora tenho uma sintonia diferente, tolero (ignoro?!) melhor o choro durante a viagem. A não ser que seja aquele chorar desalmado e ai, se for acompanhada, a ajuda é aproveitada para ir pondo a chupeta, se for sozinha lá tenho eu que parar o carro, uma e mais vezes….

O miúdo deixou-se de berros quando deixou de andar no ovo e lhe compramos uma cadeira auto. A partir do momento em que passou a ver o mundo, as viagens deixaram de ser um tormento!

Mas a miúda tem dois meses… mais dez meses de berros??!! 😖😖

Há mais alguém que sofra disto?  Ou os vossos miúdos são dos normais? 🙂

Dia dos irmãos! 

Corre por esse facebook fora que hoje é o dia dos irmãos! Não sei se é ou não, mas aproveito a deixa, e vamos acreditar que sim! 🙂

Este ano é o primeiro ano em que cá em casa há irmãos! Os meus filhos! (Repetir: os meus filhos!) 

Acredito seriamente que um irmão é o melhor presente que se pode dar a uma criança. Acredito seriamente que os irmãos tem uma ligação especial à prova de quase tudo. 

Já sei que há irmãos que não se dão! Já sei disso! Como sei que há pais que enfim e filhos que coiso… mas isso tudo é fora do que é certo!

O certo é os pais serem os portos de abrigo dos filhos e os filhos a alegria dos pais. O certo é os irmãos serem companheiros e amigos.

O certo é o amor! 

Feliz dia dos irmãos! 

Terrorismo! 

Ainda não se sabe ao certo mas parece que houve um atentado em Manchester! Pelo que leio no Twitter no final do concerto de Ariana Grande ouviram-se duas explosões. A polícia já encerrou as ruas e as estações do metro e fala-se já em mortes confirmadas!

Não se sabe se algum acidente, acto de terrorismo ou que seja!

Cada vez que vejo notícias destas penso em que mundo estou eu a ter filhos!! Em que mundo estamos nós?

Gente a morrer todos os dias em Africa de fome ou com doenças simples de evitar! E nós aqui a estragar comida e a discutir vacinação!!

Gente a morrer na Siria, todos os dias, vítimas de uma guerra que ninguém acaba e nós aqui a discutir cotas para recebemos os refugiados!

Gente a morrer em ataques cobardes terroristas a toda a hora… e nós aqui a discutir …

Dou comigo a pensar o que levava se tivesse que fugir! E fugia para onde??

Dou comigo a pensar que educo os meus filhos para um futuro que não sei qual será!

Dou comigo a pensar em planos para o futuro, a acreditar no amanhã, a sonhar e depois levamos assim um abanão de realidade!

O mundo mudou! Para pior! Há cada vez mais cobardes! Mas eu acredito que também há cada vez mais pessoas a fazerem por serem melhores todos os dias, a compensar o mundo…

mas seremos bons pais ao termos filhos agora?

#salvadorable

Não podia deixar passar em branco o feito de ontem!

O relaxamento, a naturalidade, a doideira do Salvador Sobral! A simplicidade e genialidade dos manos Sobral que conseguiram ontem vencer o festival da eurovisão!! A Luisa teve tanto mérito quanto o irmão e ele reconhece-lhe isso trazendo-a sempre ao palco.

A música é linda, doce, serena. Perfeita para embalarmos os nossos filhos!

A interpretação desconcertante, tal como o próprio intérprete! Desde um F***-se numa conferência de imprensa ao “isto tava tudo comprado” no palco da eurovisão, Salvador é o artista que diz o que sente e que por isso fez questão de aproveitar a ocasião para chamar a atenção à crise dos refugiados, que parecemos esquecer.

Disse ainda, por exemplo, em directo que o apoio de Caetano Veloso valia mais que o prémio da final. Não quer saber do politicamente correcto. Quer saber da música! E nós queremos continuar a saber dele!

PS: e agora digam-me lá, isto é coisa só de tugas não é? 🙂

Dia da mãe

O dia da mãe já acabou. Já passa da meia-noite mas eu ainda não durmo. Aliás estou tão cansada que até me apetece vomitar! 

Ser mãe também é isto! A exaustão! Continuar a amar mesmo quando estamos exaustas. 

O dia da mãe já acabou e eu passei o dia com a miúda colada às mamas. Já foi assim no dia anterior. Não sei se um pico de crescimento, se cólicas e a mama funciona como conforto, não sei. Só sei que não descanso, que não consigo fazer nada, que me sinto cansada. 

Ser mãe também é já não aguentar mais e mesmo assim continuar acordada quando todos já dormem. Continuar a dar de mamar e a mudar fraldas pela noite dentro.

Continuar sem tomar um café que tanto nos ajudaria ou comer aquele chocolate que tanto nos acalmaria porque estamos a dar de mamar! 

Ser mãe é passar o dia a deixar que os outros cuidem dos nossos quando os nossos braços não chegam para tudo e de noite irmos aconchegar a roupa e beijar muito o nosso filho mais velho mesmo que ele não saiba quando acordar. Ser mãe também é isso! 

Ser mãe é também dar valor à nossa mãe. Obrigada mãe pelo percurso, pela ajuda, pela presença, pela compreensão, pelo amor.

Ser mãe é dormir sem fechar os olhos, falar sem abrir a boca e amar. Amar muito. 

Se não fosse o amor nada disto seria possível. 

Feliz dia da mãe! Mesmo já não sendo o dia da mãe. 

3 dicas para o pós-parto!

Se nunca tiveram filhos, não estão grávidas ou são homens, este artigo não é para vocês! 😜  Contém informação séria para ajudar a minimizar as dores de um pós-parto vaginal. Não é bonito de ler mas as dicas são valiosas! 😊

– O bebé nasceu! Foi maravilhoso! Mas os pontos doiem que se fartam! Rais parta os pontos que nem me consigo sentar! 

Eis a primeira dica! Usar a almofada de amamentação não para amamentar mas para se sentarem. Sempre que forem sentar usem esta almofada e vão ver que ficam muito mais confortáveis!

– É preciso manter a zona dos pontos limpa! Pena o fluxo sanguíneo que não pára!

Sai a 2ª dica! 


Nos hospitais não há as mesmas comodidades para nos mantermos frescas como em casa. No hospital onde estive havia casas-de-banho só com sanita e outras com duche! Ir ao duche sempre que precisamos de fazer xixi pode não ser muito prático, principalmente se não for hora da visita e o nosso bebé estiver sozinho. Um dica é levarem sempre com vocês uma garrafa de água das pequenas com água morna e usarem para se limparem após o xixi. 

– (Ainda os pontos!!!) E estes pensos que são tão desconfortáveis e me incomodam tanto com os pontos parece que repuxam!!!

Deixo-vos duas opções nesta dica! Em vez de usarem pensos higiénicos com aquela rede que faz maravilhas quando estamos menstruadas mas com os pontos se torna horrível, usem pensos para a incontinência! 

São confortáveis e fofinhos! Não sei como são os das outras marcas mas no hospital forneciam os da Tena Lady e são muito confortáveis. Custa cerca de 5€ a embalagem. 

Uma opção muito boa mas muito mais cara são os pensos próprio para o pós-parto da Unyque, também fofinhos e 100% algodão. Único senão custam cercas de 15€ mas valem a pena! 

Agora contem-me vocês as dicas que fizeram diferença no vosso pós-parto! Pode ser um tema delicado (nojento?) mas só quem passa por isto sabe o que estas dicas valem 😉 

Dias difíceis!

Tem sido dias difíceis! Nenhum pós-parto será fácil e haverá muitos bem piores que o meu, mas cada um sente as suas dores, não é? 🙁

Dei entrada no sábado à noite no hospital com o início do trabalho de parto que entretanto estagnou. Uma tarde de domingo a subir e a descer escadas, banhos quentes e eis que o trabalho de parto se desencadeou finalmente. Às 4:30 da manhã de segunda estávamos na sala de parto. O parto terminou às 10:39 com o nascimento da nossa Flor ❤,  mas sobre o parto escrevo noutro dia. 

Hoje sexta à noite continuamos no hospital. Sem previsão de alta para a miúda. Nasceu segunda! 

Eu já tive alta mas a princesa tem os valores das bilirrubinas altos e precisa de fazer foto-terapia. O problema é que os valores não baixa tendo até no último dia subido. Iniciamos agora uma terapia mais forte e já se notou uma pequena descida mas ainda não o suficiente para estarmos bem.

Já sei que há casos piores, doenças graves, mas como já escrevi antes o pós-parto é difícil, muito difícil.

Nesta montanha russa do pós-parto qualquer coisa é super-alimento para as hormonas! Mama? Faz xixi? Faz cócó? Está amarelo? Dorme? Tem cólicas? 

E nós? Continuamos com aspecto de grávidas ou estamos gordas? Porque raio os pontos doem tanto? E o sono? E o que podemos comer? E as dores no peito?

Depois olhamos para aquele ser aqui ao lado e rimos-nos, apaixonadas e a saber que vai passar esta fase maluca e vai valer a pena, já vale! 

Na minha montanha russa está a indefinição da alta da Flor. É hoje? É amanhã? Mas é porque isto? E as consequências? Vai-se gerindo dia a dia o que me parece tão difícil nesta altura. 

Desde quarta que pedi que não me viessem visitar. Apenas o pai dos miúdos. Estou cansada e aproveito a ajuda do pai para descansar e tentar dormir. 

Provavelmente estes dias seriam mais fáceis com a visita da família e de amigos mas neste momento a minha montanha russa não tem paragem para outra coisa que não seja dormir. 

Amanhã cá estaremos com a miúda no spa na esperança que esteja a melhorar. Ansiosas de ir para casa para o pé da família e principalmente carregadas de saudades do mano!! 

Que saudades tenho do meu filho!!!! Lembro-me tantas vezes de uma mãe que nos escreveu sobre o parto dele em pensava tanto na filha que ficou em casa, percebo tão bem agora! 

E pronto, já desabafei com vocês e eis que vos deixo com o primeiro texto neste blog escrito totalmente sobre a influência dos baby blues. Tenham paciência! 
Obs- na foto a miúda está a dizer: Oh mãe, relaxa! 

Lista – mala da maternidade

Pois é, está a chegar a hora e as malas estão prontas há semanas! Andam no carro a passear até que chegue realmente e desta vez, finalmente, a hora! (Está quase!!!!) 

Como muitas vezes há dúvidas quanto ao que levar na mala para a maternidade e a verdade é que varia de maternidade para maternidade e até de pessoa para pessoa mas deixo-vos a minha lista. É sempre uma ajuda! 🙂 Guiei-me pela lista da maternidade do hospital de Gaia mas acrescentei algumas coisas que sei que foram importantes no nascimento do meu primeiro filho.

Na maternidade aconselham a que se prepare duas malas. Uma para o primeiro dia e outra para o internamento pós-parto. 

Preparei portanto duas malas, uma pequena para o primeiro dia e uma maior para os restantes dias.

Na mala do primeiro dia levo:

– Robe 

– 2 Camisas de dormir, sendo que abrem na frente para facilitar a amamentaçao.

– Chinelos de quarto e chinelos de praia para tomar banho 

– Cuecas de algodão 

– Sutien de amamentação

– 2 Frasquinhos daqueles de viagem um com gel de banho e outro com hidratante.

– 1 saquinho com a primeira roupa da bebé onde levo: 1 body+ 1 calças interiores, 1 babygrow, 1 par de meias, 1 gorro de algodão, 1 fralda de pano, 1 fralda descartável e uma mantinha. 

Na mala do primeiro dia também levo o meu documento de identificação, últimos exames e análises e o boletim de grávida.

Na mala do internamento a minha lista é:

Para mim,

– 2 Pijamas ( prefiro pijamas a camisas, mas levo pijamas em que as camisolas tem abertura na frente por causa da amamentação ) 

– Produtos de higiene pessoal (tudo o que habitualmente uso, e não se esqueçam de um bom creme para o corpo!)

– 2 Toalhas de banho

– 1 Sutien de amamentação 

– Cuecas e meias 

– Pomada purelan e protectores de mamilos da medela (usei durante a amamentação do meu primeiro filho e acredito mesmo que fez diferença! Se pensam em amamentar, vale a pena o investimento!)

– 1 Pacote de pensos higiénicos dos plus

Para a bebé levo, 

– 1 Pacote de fraldasdescartáveis 

 – 3 Toalhas de banho 

– 1 Manta

– 3 Fraldas de pano 

– 1 Pacote de toalhitas 

– 3 Conjuntos de roupa interior (body+calças)

– 3 Babygrows 

– Meias, carapins e gorros de algodão 

– Casaco para o dia da alta

– Chupeta (esterilizado em casa. Pode-se usar ou não mas na hora das vacinas pode ser uma boa ajuda!)

Eu levo ainda carregador de telemóvel, um livro (crente!) e uma banda larga para ter internet! 😂

Não levo cinta para o pós-parto porque acho que isso só saberemos se é preciso/recomendado depois do parto. As cintas para parto natural ou cesariana são diferentes.

Também não levo bicos de silicone como algumas mamãs levam porque se a bebé pegar bem na mama não vale a pena gastar dinheiro nisso.

A roupa, as mantas e as toalhas da bebé já foram todas lavadas com detergente próprio para bebés e aquelas etiquetas que estão em contacto com a pele foram cortadas!

Não se esqueçam que os bebés não saiem da maternidade sem a cadeirinha-auto. Tenham a vossa pronta 🙂 

E pronto! Espero que seja útil a alguma futura mamã e espero dar uso a tudo isto muito em breve! Agora já estou ansiosaaaaaaaaa!!!