No mês passado falamos de leite, este mês falamos de iogurtes! 

Assim que o médico de família ou o pediatra permitem a introdução do iogurte (há diversas opiniões mas a maioria considera 8/9 meses a melhor idade), este pode passar a fazer parte da alimentação diária do bebé. 

Mas qual a melhor escolha?

Os iogurtes naturais não açúcarados são, sem qualquer dúvida, a melhor opção do ponto de vista nutricional. São feitos apenas de leite e fermentos lácteos, não tendo açúcares adicionados nem aditivos.

Como o sabor pode ser um entrave à escolha destes iogurtes, podemos adicionar fruta fresca para adoçar de forma saudável e equilibrada o iogurte natural.

 Os iogurtes próprios para bebés podem ser introduzidos mais cedo pois são feitos com leite adaptado, no entanto, são mais doces e podem dificultar a passagem para os iogurtes naturais. Na minha opinião, só devem ser usados caso exista alguma vantagem em introduzir o iogurte antes dos 8 meses.

Os iogurtes de aromas podem ser usados após os 12 meses mas os naturais continuam a ser a opção preferível.

Os suissinhos, danoninhos e outros semelhantes são frequentemente confundidos com iogurtes mas são queijos frescos, logo a sua composição nutricional é diferente e não devem ser usados diariamente.



Sandra Almeida é nutricionista, mãe da pequena Francisca e autora do blog Nutrir Sentimentos. Colabora com o Sweet Caos a cada dia 10

Tem questões que gostava de ver respondidas por uma nutricionista?

Envie um email para sweetcaos2@gmail.com 

Comentários

Bárbara
Author

Write A Comment