O meu filho tem 2 anos. Passaram 741 dias desde que fui mãe pela primeira vez e ainda hoje esta frase é estranha. O meu filho…

Eu tenho um filho. A maternidade é todos os dias, a toda a hora. Depois de nascerem é tudo uma correria, uma reviravolta, um acumular de horários e fases. Somos pais a todas as horas, a todos os minutos. No meio desses segundos todos, existem momentos em que vemos a nossa vida de fora. Eu sou mãe.

Somos tantas coisas ao mesmo tempo. Nunca as deixamos de ser mas ser mãe é realmente inacreditável. Surpreendente. Arrebatador.

Eu sou mãe e (ainda) não acredito que tenho um filho de dois anos. Tão pequeno e já tão grande. Com ainda tanto para aprender mas já com tanta sabedoria.

Não sei se sou boa mãe. Nem sei bem o que isso quer dizer.  Sei que sou a mãe dele e ele é o meu filho. Nada alguma vez alterará isso. Essa é a única certeza na maternidade. E no meio de tantas dúvidas essa é a única certeza necessária.

Quando olho para ele não me vejo a mim ou ao pai.

Vejo-o.

Só espero nunca perder isso.

Comentários

Sandra
Author

Write A Comment