Em vésperas de fazer dois anos, o meu bebé (ainda) não fala.

Na verdade ele diz montes de coisas, farta-se de conversar connosco e nós (os pais e avós) entendemos (quase) tudo mas, para todos os outros ele não fala.

O meu bebé diz perfeitamente: sim, não, mamã, papá, bebé e vóvó e tudo o resto utiliza uma sílaba para identificar o objecto. Por exemplo: panda é Pan, Bá é gato, bolacha ou água, consoante a entoação, Né é chucha e por aí fora. No entanto está sempre a ‘falar’.

Eu penso que cada criança tem o seu ritmo. Que não é nada de extraordinário ele ainda não dizer palavras correctas. Ele não domina a linguagem oral mas domina completamente qualquer conversa.

O Sebastião não vai à creche, está com a avó. Sei que provavelmente se estivesse em contacto com mais crianças, a linguagem estaria mais desenvolvida.

Às vezes tenho dúvidas em relação à opção que tomámos. Julgo que todos os pais as têm. Todos os pais, em algum momento (para não dizer quase todos os dias) se vêm confrontados com as opções e escolhas que fazem para os seus filhos e duvidam de si próprios.

Deveríamos acreditar mais em nós e no nosso instinto.

As minhas dúvidas desvanecem-se completamente quando entro em casa e o vejo no colo da avó.

É que a linguagem do Amor não tem palavras.

Comentários

Sandra
Author

Write A Comment