Já toda a gente sabe que isto da Nutrição depende muito das modas!
Temos as dietas da moda que prometem milagres e corpinhos de Verão em pouco tempo, temos a moda dos superalimentos que prometem fazer maravilhas pela nossa saúde e curar qualquer doença, e temos, claro, a moda dos alimentos maus, maléficos, terríveis, autênticos demónios que são os culpados por tudo o que de mal nos acontece!!!
Neste último grupo temos, por exemplo, os demoníacos pão e ovo e, claro, o leite de vaca.

Como já devem ter percebido pelo tom sarcástico, eu não sou nada fã destas modas e defendo sempre que cada caso é um caso.

É claro que quem tem intolerância à lactose não deve beber leite de vaca.

É claro que quem tem alergia às proteínas do leite de vaca não deve beber leite de vaca.

É claro que o leite de vaca pode estar contaminado com hormonas e antibióticos, mas tudo aquilo que comemos também pode estar contaminado (o peixe com mercúrio, os legumes e as frutas com pesticidas, etc).

É claro que o leite de vaca é um alimento e, como todos os outros, é prejudicial quando consumido em excesso.

Tendo em conta tudo isto, não tenha receio de dar leite de vaca ao seu bebé nas seguintes condições:

− o leite de vaca nunca deve ser introduzido antes dos 12 meses!
− enquanto amamentar, não é necessário dar leite ou derivados.
− após os 12 meses, 3 porções de leite e derivados são a dose aconselhada para crianças e adolescentes. Uma dose corresponde a uma chávena de leite (250 ml) ou um iogurte líquido ou 1,5 iogurtes sólidos ou 2 fatias finas de queijo ou ¼ de queijo fresco (50g) ou ½ requeijão (100g).
− leite e derivados não devem ser consumidos em substituição do almoço ou jantar nem devem ser incluídos nessas refeições.

Se não pode ou não quer dar leite de vaca ao seu bebé, saiba que é perfeitamente possível ter todos os nutrientes que o leite fornece através de outros alimentos, nomeadamente através de carne, peixe, ovos, vegetais de folha escura, tofu ou linhaça.

Resumindo, para a grande maioria das crianças o leite de vaca tem muitos benefícios e deve fazer parte da sua alimentação diária. No entanto, não devem ser ultrapassadas as 3 porções diárias entre leite e todos os seus derivados.

 

 

Sandra Almeida é nutricionista, mãe da pequena Francisca e autora do blog Nutrir Sentimentos.

Tem questões que gostava de ver respondidas por uma nutricionista?  Envie um email para sweetcaos2@gmail.com 

A cada dia 10 a Sandra Almeida responderá a uma questão 🙂

Comentários

Bárbara
Author

3 Comments

  1. Jaqueline pereira da silva Reply

    Olá boa tarde! A minha e alergica a proteína do leite de vaca eu n posso lhe dar lei de cabra ao invés do de soja q e o q bebe atualmente? Obrigado

  2. Olá Jaqueline. As proteínas do leite de cabra são diferentes das do leite de vaca mas têm algumas semelhanças logo também podem provocar reacções alérgicas. O ideal será falar com o médico que acompanha a bebé e perguntar se ele concorda com fazer pequenas experiências com o leite de cabra para avaliar se faz ou não alergia.

  3. Pingback: Como escolher iogurtes para as crianças?  | Sweet Caos

Write A Comment