Em 13 meses a nossa casa encheu-se de brinquedos, livros, jogos, bolas, peluches. Há sempre alguém que traz mais um ou nós que nos encantamos com alguma coisa que vemos.

O S. tem um cantinho da brincadeira. Caixas com brinquedos. Armários com livros.

Se podia passar horas a brincar com as coisas dele? Sim, podia. Mas, na verdade onde estaria o encanto disso?

Onde estaria o encanto de descobrir tudo o que se encontra numa gaveta ou armário com coisas que não são dele?

Ah o fantástico poder da imaginação que transforma cada objecto numa brincadeira; ou como, eu gosto de chamar: nunca mais na vida terás a casa arrumada.

 

Comentários

Sandra
Author

Write A Comment