Tag

conversa

Browsing

Conversas no carro! #1

Eu acho que quando vos digo que o meu filho é tagarela vocês não acreditam!
Ele não só é tagarela como já fala muito bem e todos os dias me surpreende. Sabe bem a diferença de cão e cães, não se limita a dizer “não” dizendo” não quero” ou “não obrigado”.
A semana passada descobriu os “Rs”,  carro, tigre e por ai.
Claro que ainda diz: “Eu fizi!” ou “eu fui amanhã”! 🙂

Todos os dias de manhã as nossas viagens de casa para a escola são de converseta pegada! Principalmente desde que andamos a diminuir o uso da chupeta!!
Uns dias falamos dos aviões, das nuvens, da chuva, outros dias falamos da avó, do avô, do escritório do pai. Mas há outras vezes… que me surpreende com conversas de outros tipos e hoje foi o dia!

Vou eu a conduzir e a responder à pergunta “Para onde vão as nuvens?” (as coisas que este miúdo de 2 anos e 8 meses pergunta que eu não acho normal!!) quando de repente a pergunta muda para:

“Oh mãe eu posso dizer fogo?!”
– Podes! respondo eu.
“Mas não posso dizer Fod#-$#! É feio!”  (não se assustem vivemos no Porto e estes vernáculos são culturais e ditos sem maldade por muitos adultos)
– Isso não podes dizer! É muito feio!
” E Cara&%$? ”
– Isso também é muito feio!
“Então o que posso dizer?”
– Podes dizer fogo e poças por exemplo!
” Fogo!! Fogo mãe!”

E é isto!

O vírus da maternidade

Quando estava grávida, passava a vida a pedir ao Z. que nunca me deixasse ser daquelas mães que passam a vida a falar dos filhos. Obriguei-o a prometer que não iríamos passar a vida a falar dele e que ele me dissesse quando me estava a esticar.

Claramente, existe um antes e um depois de se ter um filho.

Hoje em dia uma grande parte das nossas conversas são sobre o pequenino e acabei a escrever um blogue, por isso, está claro que muita coisa mudou desde a gravidez.

Posso não estar a falar sempre dele mas estou, com toda a certeza, sempre a pensar nele.

Quem mais sofre deste vírus da maternidade?