Tag

pós-parto

Browsing

3 dicas para o pós-parto!

Se nunca tiveram filhos, não estão grávidas ou são homens, este artigo não é para vocês! 😜  Contém informação séria para ajudar a minimizar as dores de um pós-parto vaginal. Não é bonito de ler mas as dicas são valiosas! 😊

– O bebé nasceu! Foi maravilhoso! Mas os pontos doiem que se fartam! Rais parta os pontos que nem me consigo sentar! 

Eis a primeira dica! Usar a almofada de amamentação não para amamentar mas para se sentarem. Sempre que forem sentar usem esta almofada e vão ver que ficam muito mais confortáveis!

– É preciso manter a zona dos pontos limpa! Pena o fluxo sanguíneo que não pára!

Sai a 2ª dica! 


Nos hospitais não há as mesmas comodidades para nos mantermos frescas como em casa. No hospital onde estive havia casas-de-banho só com sanita e outras com duche! Ir ao duche sempre que precisamos de fazer xixi pode não ser muito prático, principalmente se não for hora da visita e o nosso bebé estiver sozinho. Um dica é levarem sempre com vocês uma garrafa de água das pequenas com água morna e usarem para se limparem após o xixi. 

– (Ainda os pontos!!!) E estes pensos que são tão desconfortáveis e me incomodam tanto com os pontos parece que repuxam!!!

Deixo-vos duas opções nesta dica! Em vez de usarem pensos higiénicos com aquela rede que faz maravilhas quando estamos menstruadas mas com os pontos se torna horrível, usem pensos para a incontinência! 

São confortáveis e fofinhos! Não sei como são os das outras marcas mas no hospital forneciam os da Tena Lady e são muito confortáveis. Custa cerca de 5€ a embalagem. 

Uma opção muito boa mas muito mais cara são os pensos próprio para o pós-parto da Unyque, também fofinhos e 100% algodão. Único senão custam cercas de 15€ mas valem a pena! 

Agora contem-me vocês as dicas que fizeram diferença no vosso pós-parto! Pode ser um tema delicado (nojento?) mas só quem passa por isto sabe o que estas dicas valem 😉 

Dias difíceis!

Tem sido dias difíceis! Nenhum pós-parto será fácil e haverá muitos bem piores que o meu, mas cada um sente as suas dores, não é? 🙁

Dei entrada no sábado à noite no hospital com o início do trabalho de parto que entretanto estagnou. Uma tarde de domingo a subir e a descer escadas, banhos quentes e eis que o trabalho de parto se desencadeou finalmente. Às 4:30 da manhã de segunda estávamos na sala de parto. O parto terminou às 10:39 com o nascimento da nossa Flor ❤,  mas sobre o parto escrevo noutro dia. 

Hoje sexta à noite continuamos no hospital. Sem previsão de alta para a miúda. Nasceu segunda! 

Eu já tive alta mas a princesa tem os valores das bilirrubinas altos e precisa de fazer foto-terapia. O problema é que os valores não baixa tendo até no último dia subido. Iniciamos agora uma terapia mais forte e já se notou uma pequena descida mas ainda não o suficiente para estarmos bem.

Já sei que há casos piores, doenças graves, mas como já escrevi antes o pós-parto é difícil, muito difícil.

Nesta montanha russa do pós-parto qualquer coisa é super-alimento para as hormonas! Mama? Faz xixi? Faz cócó? Está amarelo? Dorme? Tem cólicas? 

E nós? Continuamos com aspecto de grávidas ou estamos gordas? Porque raio os pontos doem tanto? E o sono? E o que podemos comer? E as dores no peito?

Depois olhamos para aquele ser aqui ao lado e rimos-nos, apaixonadas e a saber que vai passar esta fase maluca e vai valer a pena, já vale! 

Na minha montanha russa está a indefinição da alta da Flor. É hoje? É amanhã? Mas é porque isto? E as consequências? Vai-se gerindo dia a dia o que me parece tão difícil nesta altura. 

Desde quarta que pedi que não me viessem visitar. Apenas o pai dos miúdos. Estou cansada e aproveito a ajuda do pai para descansar e tentar dormir. 

Provavelmente estes dias seriam mais fáceis com a visita da família e de amigos mas neste momento a minha montanha russa não tem paragem para outra coisa que não seja dormir. 

Amanhã cá estaremos com a miúda no spa na esperança que esteja a melhorar. Ansiosas de ir para casa para o pé da família e principalmente carregadas de saudades do mano!! 

Que saudades tenho do meu filho!!!! Lembro-me tantas vezes de uma mãe que nos escreveu sobre o parto dele em pensava tanto na filha que ficou em casa, percebo tão bem agora! 

E pronto, já desabafei com vocês e eis que vos deixo com o primeiro texto neste blog escrito totalmente sobre a influência dos baby blues. Tenham paciência! 
Obs- na foto a miúda está a dizer: Oh mãe, relaxa! 

Mamãs em forma

Quem já passou por uma (ou mais que uma!) gravidez, sabe bem o quanto pode ser difícil recuperar o corpinho pré-mamã.

Deixo-vos algumas dicas, agora que se aproxima o Verão 🙂
– beber 1,5L de água ou de infusões sem açúcar; hidratar é fundamental para que a pele possa recuperar o aspecto que tinha antes do “estica – encolhe”!
– dentro das infusões, costumo aconselhar a de cavalinha e vejo sempre bons resultados.
– fazer um detox de açúcar; o açúcar tem um efeito viciante, tal como qualquer droga; elimine por completo o açúcar durante pelo menos 2 semanas e sinta a diferença no seu organismo.
– ir ao mercado local ou à secção dos frescos do supermercado e abastecer a despensa com todo o tipo de frutas e vegetais, depois é só inventar sopas, saladas, legumes cozidos ou salteados…
– comer em pratos pequenos de forma a reduzir as quantidades ingeridas;
– definir horários para não saltar refeições!
– deixar o sofá e praticar algum tipo de actividade física 🙂
Desejo-vos uma preparação para o Verão muito saudável e bem sucedida 😀

 

Sandra Almeida é nutricionista, mãe da pequena Francisca e autora do blog Nutricionista Sandra Almeida. Colabora com o Sweet Caos a cada dia 10.

Ilustração: My Simple Life

Tem questões que gostava de ver respondidas por uma nutricionista? Envie um email para sweetcaos2@gmail.com

Curso de recuperação pós-parto

Íamos ser pais pela primeira vez e por isso concordamos que seria importante frequentarmos o Curso de Preparação para a Parentalidade e desta forma prepararmo-nos para a chegada do nosso bebé. Por isso, começamos por pesquisar locais onde o pudéssemos fazer, já que o Hospital não tinha vagas. Foi assim que encontramos o instituto4life que dispõe de vários programas de Preparação para o Nascimento e Parentalidade. Optamos pelo programa base, de baixo custo, um curso com menos sessões, mas com toda a informação essencial para chegarmos ao grande dia sem dúvidas. Entre as várias ofertas do programa escolhido, a mamã pode usufruir de uma sessão do curso de recuperação pós-parto totalmente gratuita.
Posso dizer-vos que usufruí de praticamente todas as ofertas do programa, incluindo essa sessão do curso de recuperação pós-parto. Gostei imenso da sessão e decidi inscrever-me. O curso tem a duração de um mês e inclui oito sessões.

Após o parto inicia-se uma etapa em que a nossa recuperação física é essencial. Felizmente eu recuperei muito bem o peso. Contudo, a barriguinha ficou mais flácida, o que é natural. Senti mais stress devido à grande exigência de todas as tarefas do dia-a-dia com o nosso bebé: alimentá-lo, vesti-lo, mudar a fralda, sossegá-lo, mimá-lo, lavar e passar as roupinhas dele e claro! Continuar a fazer todas as outras tarefas domésticas que fazíamos antes do bebé chegar. Um bebé pode consumir todo o nosso tempo e o stress é inevitável por pouco que seja. Também fiquei com os músculos mais tensos, principalmente porque passei a pegar todos os dias num novo peso, o meu bebé (o meu é bem pesadinho porque é um comilão).

Voltar para o ginásio estava fora de questão, já que não tinha ninguém que ficasse com o meu bebé e além disso o nosso corpo precisa recuperar progressivamente até estar preparado para exercícios mais intensos.

O curso de recuperação pós-parto permitiu-me retornar à actividade de uma forma progressiva, na presença do meu bebé, com o acompanhamento de uma Fisioterapeuta. Permite-me recuperar as estruturas que sofreram alterações durante a gravidez e parto. Compreende um conjunto de exercícios direccionados para cada grupo muscular específico, nomeadamente os músculos pélvicos, músculos abdominais e músculos lombares. Contribui para restaurar a força muscular e resistência, tonificar os músculos, potenciar a recuperação pélvica, aliviar o stress e tensão muscular, melhorar a aptidão cardiovascular e além de tudo, ajuda a prevenir/recuperar em caso de depressão pós-parto. No meu caso, foi uma forma de sair de casa e descontrair.

Agora estou a frequentar estas aulas, mais tarde, quem sabe, volto ao ginásio. Acima de tudo gosto de sentir-me bem e na minha opinião todas as mamãs devem procurar isso, sentirem-se bem. Aconselho a ponderarem frequentar estes cursos, pois com certeza melhoram a sua autoconfiança e autoimagem para além de usufruírem de todas as vantagens que referi antes.

 

Filipa é mãe do pequeno Simão. É professora e foi por esse motivo que trocou o Porto por Lisboa.

Todas as ilustrações dos convidados são: My Simple Life

5 dicas de recuperação pós-parto!

Durante a gravidez há quem engorde imenso, há quem engorde o mínimo indispensável, há até quem emagreça!
Depois da gravidez há quem recupere rapidamente tendo como única aliada a amamentação mas há também quem tenha grandes dificuldades em recuperar o corpo pré-gravidez.

Eis 5 regras básicas para o pós-parto, que podem ser postas em prática mesmo durante a amamentação sem prejudicar em nada a produção de leite (ao contrário das dietas mais restritivas!):

 1. intervalos máximos de 3 horas entre refeições.

2. aumentar ingestão de água ou chá sem açúcar.

3. aumentar consumo de sopa, saladas e legumes.

4. evitar doces, enchidos, refrigerantes e fritos.

5. fazer qualquer tipo de exercício mínimo 3 vezes por semana.

 Boa recuperação 🙂



Sandra Almeida é nutricionista, mãe da pequena Francisca e autora do blog Nutrir Sentimentos. Colabora com o Sweet Caos a cada dia 10. 




Tem questões que gostava de ver respondidas por uma nutricionista?
Envie um email para sweetcaos2@gmail.com